Alimentos fraudulentos estão em alta. Eles são deliberadamente mal rotulados e adulterados, aparecendo em quase todos os corredores. Segundo um relatório americano, só no ano passado houve mais de 800 novos casos de fraude alimentar, de acordo com a Convenção da Farmacopeia Americana.

Um exemplo é o óleo de oliva, que é misturado com óleos vegetais baratos. Analises do U C Davis mostram que até marcas top foram adulteradas em óleos baratos.

Agora, veja alguns truques do comércio que você precisa estar ligado:

  1. Alimentos marinhos: peixe de baixa qualidade e de risco. São deliberadamente mal rotulados e vendidos para consumidores sem suspeita, e isso ocorre o tempo todo. Em muitos casos atum branco não é atum, mas normalmente um peixe chamado escolar, que trata-se de um maior risco de intoxicação gastrointestinal, tendo sido banido em muitas nações.
  2. Café: muitos não contêm café somente, e às vezes nenhum café mesmo. Trata-se do uso de ingredientes baratos, como cevada e sementes diversas sem valor.
  3. Mel: todo cuidado é pouco, pois muitos contém misturas com xarope de milho e até produtos livre de pólen. Nos Estados Unidos 70% do mel de supermercado é adulterado.
  4. Especiarias: pimenta moída é frequentemente misturado com sementes sem sabor. Paprika, que poderia ser algo com corante para parecer real. Usam-se truques com quase tudo em temperos: açafrão, cúrcuma e pimentão.
  5. Suco de limão (lemon juice): suco de limão fresco parece algo turvo, nublado, mas este aspecto de nuvens em suco de garrafa não significa que ele seja fresco. Algumas companhias despejam fitalatos (químicos) em seu suco de limão para dar uma aparência turva “fresco-espremido”, mas esses fitalatos são desruptores endócrinos conhecidos, correlacionados desde diabetes a câncer e feminilização, além de baixa contagem de esperma. Portanto, fique com o limão real, não os “plastificados”.
  6. Água de coco: frequentemente adulteradas com água e açúcar, além de conservantes químicos.

Essa é uma lista parcial, pois alterações foram observadas no leite, chá, camarão e óleos para cozinhar. Se são vendidos em pacote, você pode apostar que alguém está se empenhando em fazer uso nesses produtos de ingredientes de baixa qualidade.

O melhor que você pode fazer é comprar os ingredientes certos, frescos, de fontes seguras. Apesar de nem sempre ser possível, é importante que você saiba disso e tome esses cuidados o máximo possível!

Referências bibliográficas:

FoodFraud.org
TIME July 15, 2014
BMC Medicine 2013, 11:222
Oceana Seafood Fraud Study. February 2013

.

.

.

ReConenctando a Sua Essência

Curso: Liberdade emocional com EFT

Mentoria Espiritual com Caio Fábio – Exclusivo

Mapa Numerológico para Autoconhecimento.
De 400R$, por 139R$! Faça o seu! Click aqui!
Anúncios