O HUMANO SE PERVERTEU, POR CAUSA DO PRAZER DOENTIO

 

Se os animais não conhecem a maldade e nós somos animais, quando de fato nos tornamos perversos? ou em outras palavras, “Quando foi que o animal mamífero humano deixou de copular por necessidades fisiológicas e de manutenção da espécie e passou a fazer sexo apenas para satisfazer sua incansável busca pelo prazer?”

Em minha análise particular, o episódio descrito em Gênesis,  pode conter as respostas a essas questões.

Quando a serpente afirma que no dia que os seres humanos comecem do fruto proibido, seus olhos seriam abertos e seriam conhecedores do bem e do mal (Gênesis 3:5), ela esta dizendo que eles passariam a perceber o mundo de outra maneira. Que eles não seriam mais os mesmos e que seus sentidos sofreriam uma significativa alteração da maneira como sentiam o mundo e se relacionavam com ele.

Em outras palavras, a ingenuidade comum aos animais no que se refere ao sexo já não existiriam mais quando comecem a maçã e já não seriam mais apenas bons, mas passariam a conhecer o mal.

Mal é um conceito humano, pois os animais não são maus, eles matam pra se alimentar ou pra se defender… Eles não matam pelo prazer de ver a presa agonizando ou qualquer outro prazer mórbido que uma mente humana pervertida possa sentir com a morte.

O relato do livro de Gênesis sugere que antes da perversão original, nós éramos assim, exatamente como todos os outros animais, mas, comemos a maça e tudo mudou. Nossos olhos se abriram e com malícia e vergonha percebemos que estávamos nus (Gênesis 3:10).

.

.

.

ReConenctando a Sua Essência

Curso: Liberdade emocional com EFT

Mentoria Espiritual com Caio Fábio – Exclusivo

Mapa Numerológico para Autoconhecimento.
De 400R$, por 100R$! Faça o seu! Click aqui!

Anúncios